top of page

OPEN AI E A ATUAÇÃO DE CONSELHEIROS EM EMPRESAS ABERTAS

Por Wanderlei Passarella - Founder & Chairman no CELINT


Este artigo, publicado no Valor Econômico, discute a questão do imbróglio ocorrido com o Conselho e o Fundador/CEO da Open AI.


Não sabemos as entrelinhas dos fatos verdadeiros é só podemos inferir algo a partir das informações que nos chegam. Mas, o fato é que, numa empresa aberta em Bolsa, o Conselho é soberano para contratar, avaliar e demitir um CEO, seja ele quem for.


O que mais me surpreendeu ao ler esse artigo é a informação de que, nos EUA, a chance de um executivo participar de um Conselho de Administração de uma S/A de capital aberto é 1/630!!!! Ou 0,16%. Quase ínfima…


Perguntas:


1. Qual deve ser a chance aqui no Brasil? Maior ou menor, dado que temos 12 vezes menos empresas abertas?


2. Então qual deveria ser o nosso foco, nós, altos executivos que tivemos a oportunidade de ter uma visão geral de negócios, para o desenvolvimento profissional como Conselheiro?


3. Qual deve ser a sua chance nesse mercado? Está focando seus esforços na área certa? Tem desenvolvido os skills e competências necessários?


CELINT - Centro de Estudos em Liderança e Governança Integrais



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page