top of page

CONSELHOS DE EMPRESAS MANTÉM REUNIÕES VIRTUAIS

Por Wanderlei Passarella - Founder & Chairman no CELINT


Enquanto a pandemia estava em sua fase ativa, os Conselhos se mantiveram totalmente virtuais. E isso trouxe uma boa produtividade para as reuniões, que se mantiveram focadas e cada vez mais em consonância com a pauta de assuntos.



Mas, o que temos observado, atualmente, não é o que se convencionou chamar de modelo híbrido (optar por participar de forma virtual ou presencial), mas um modelo “intercalado” (para cada duas ou três reuniões virtuais ocorre uma presencial, sem alternativa de vídeo).


No caso dos Conselhos, esse modelo “intercalado” (inventei este termo agora…) vem se mostrando campeão. Alia a produtitividade das reuniões virtuais com a necessidade de contato humano e discussões mais abertas em assuntos como “brainstorming”, elaboração de planos conjuntos, visitas a instalações, etc.


Parece que as empresas de tecnologia estão voltando atrás e buscando se tornar totalmente presencial novamente, como diz o artigo. Estão se ressentido da criatividade dos grupos e da disseminação da cultura pelo contato pessoal. E agora? Como isso vai ficar??!!




1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Σχόλια


bottom of page