top of page

Os 5 sentidos agora são 7. Quais são os 2 novos que facilitarão seus caminhos aos Conselhos?

Por Wanderlei Passarella - Founder & Chairman no CELINT


Os caminhos para uma ótima atuação num Conselho dependem das chamadas habilidades socioemocionais, mais do que inicialmente podemos imaginar. A capacidade de identificar e dominar suas emoções passa pelos sentidos da “interocepçao” e “propriocepção”, conforme atesta a neurociência.


Algo profundo e contraintuitivo. Aprender a verificar o que seu corpo pode te dizer sobre você e sobre como você está, tanto com informações que vem de fora como de dentro do seu corpo pode ser uma forma excepcionalmente eficiente para se relacionar de forma mais construtiva com seus pares, acionistas e executivos, e tomar melhores decisões. Você já tinha lido sobre isso? Eu não havia até me deparar com esse artigo da BBC (ver link abaixo) e constatar que faz todo sentido para alavancar os soft skills do Conselheiro.


Isso vai ao encontro do que preconizamos como uma postura integral do Conselheiro. Uma atitude de utilizar todas as suas inteligências, a física, a mental, a emocional e a espiritual, bem como as funções psíquicas relacionadas.


Uma Governança Integral é uma fonte de soluções holísticas para as grandes questões empresariais. O todo é maior do que a soma das partes.


Inúmeras vezes sai de reuniões de Conselho com a nítida sensação de que não pude fazer mais por conta de minhas próprias limitações emocionais, muito mais do que pelas condições de contorno técnicas.

Vale a pena se aprofundar sobre como chegar lá. Leia o artigo completo:



Aproveite para se reinventar e com isso reinventar as empresas em que atua!!!






Posts recentes

Ver tudo

留言


bottom of page