top of page

O CONSELHO DE UMA EMPRESA É UM CATALISADOR DE REAÇÕES?

Atualizado: 20 de mar. de 2023

Reflexões sobre o relevante papel de um Conselho produtivo


Por Wanderlei Passarella - Founder & Chairman no CELINT


Garanto que você já ouviu falar muita coisa sobre Governança e sobre o principal órgão para sua concretização, o Conselho. Mas, quais devem ser os papéis de um Conselho? Governança é sinônimo de compliance, ou é algo muito maior? O Conselho deve ser um órgão no topo da hierarquia ou é diferente disso?


Assim como um catalisador, um Conselho não participa da reação (as operações em si, que produzem serviços e produtos que geram valor em sua cadeia), mas cria condições para que as reações ocorram, estruturadas, de forma correta, levando ao objetivo final de valor a ser criado. Um Conselho não está na hierarquia, não é uma instância a mais no processo decisório, mas um órgão que tem suas alçadas de forma independente da hierarquia de gestão e atua sempre com os debates para se chegar a uma linha de ação, o que gosto de chamar de “confronto x consenso”.


Um Conselho precisa focar, constantemente, nesse valor a ser criado. Ele é conseguido em médio e longo prazos. Isso é um dos grandes diferenciadores da Governança e da Gestão. Uma está mais dedicada a esse prazo mais longo (direcionamento estratégico, projetos associados, controles de direção etc.) e a outra mais voltada ao dia a dia e ao curto prazo (orçamento anual). Os dois, se trabalharem juntos, se complementam. É ultrapassada a ideia de que a Governança é um freio aos executivos e uma forma de mantê-los nos trilhos...vem da interpretação errônea da Teoria de Conflitos de Agência, muito aplicada às “Corporations” que perderam a figura de acionistas controladores e onde um Conselho atua moderando os apetites...


Como catalisador, o Conselho não está na reação em si. Não adianta, nas reuniões de Board, discutir detalhes das operações. É inútil, porque os Conselheiros não conhecem a fundo como isso ocorre e, ainda, há que se manter o grau de liberdade dos executivos nesse quesito. Eles estão lá para isso! Um catalisador, facilita a reação por atuar na superfície de contato (área de confluência entre a estratégia e a execução)!!!


É um catalisador de superfície não porque seja superficial, mas porque se mantem nessa área de contato, promovendo tal link. Esse papel de promoção do link é crucial. O grande agente de mudanças é um direcionamento estratégico bem-feito e desdobrado em planos, projetos e iniciativas. O Board atua mantendo o foco nele, cobrando sua execução, acompanhado as etapas crucias ao longo do tempo. Não deixa que caia no ostracismo, ou que seja procrastinado em função dos incêndios que aparecem todos os dias. E monitora os indicadores (controles) que indicam se a empresa está na direção correta. Esse papel estratégico tem um valor incalculável.


Clique na figura e termine de ler este artigo...falta pouco!





9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page